Qual o segredo para uma gestão financeira eficiente?

gestao financeira eficiente ExpenseOn

A gestão financeira é o grande diferencial de empresas organizadas e competitivas. Mas o que separa uma gestão financeira eficiente de uma ineficiente?

Na maioria das mais de 20 milhões de empresas abertas pelo Brasil, o departamento financeiro se preocupa apenas em pagar contas e registrar movimentações.

Essa visão mostra que muitos não se preocupam com os resultados. A boa gestão se envolve em toda a operação para fazer com que a companhia prospere, reduza custos e possa investir nas áreas que mais trazem retorno.

Se a sua empresa ainda pensa no financeiro apenas como “pagadores de contas”, vamos te ajudar a trazer uma nova perspectiva.

Toda empresa tem como objetivo o lucro. Ou seja, o departamento de finanças é o coração de qualquer negócio. Assim como o órgão que bombeia o sangue no nosso corpo, o financeiro faz o dinheiro fluir de maneira correta para que a companhia não morra.

Lembre-se: sem dinheiro, não existe negócio.

Ao longo deste conteúdo, vamos te mostrar o caminho para uma gestão financeira eficiente e como mudar a realidade dentro da sua empresa.

Analise o cenário atual e defina seus objetivos

Você sabe o que é um plano de voo? Simplificando, trata-se de um documento utilizado pelo piloto de uma aeronave para descrever qual é o ponto de partida, o caminho e o destino.

Uma gestão financeira eficiente passa, necessariamente, por um bom plano de voo. É preciso entender onde estamos, definir onde queremos chegar e como faremos isso.

Para isso, utilizaremos o fluxo de caixa, uma das métricas fundamentais para acompanhar a saúde da empresa.

Ao ter esses dados em mãos, torna-se possível entender se a empresa é rentável, quanto dinheiro está sendo gasto e quanto dinheiro está sendo ganho.

É bem provável que sua empresa já tenha essas informações. Por isso, faça uma revisão e garanta que todos os dados estão sendo registrados de maneira correta para que sua análise tenha um embasamento realista diante da atual situação do negócio.

O próximo passo será definir os objetivos financeiros. Listamos alguns exemplos abaixo:

  • Aumentar em 30% o faturamento;
  • Encerrar o ano com a empresa sem dívidas;
  • Aumentar o número de clientes ativos;
  • Reduzir os custos de operação em 20%.

Defina o melhor caminho

Agora que já sabemos de onde nossa aeronave vai partir e onde ela irá pousar, precisamos traçar o melhor caminho. Esse é o momento em que criamos um planejamento estratégico para alcançar nossos objetivos.

Nem sempre você vai encontrar o melhor caminho e conseguir dar a volta ao mundo. Por isso, é preciso aplicar uma metodologia simples para conseguir alcançar as metas mais simples e não se perder ao longo do processo.

Defina ações realistas que se encaixam com o seu orçamento, equipe e ferramentas.

Por exemplo: se o seu objetivo é aumentar o faturamento da empresa, é possível optar por algumas dessas ações abaixo:

  • Revisar a precificação;
  • Vender mais vezes para os seus clientes;
  • Diminuir o custo de operação;
  • Automatizar processos e ganhar escala.

Colocando as ações em prática e monitorando os resultados

Você já reparou que a cabine do avião contém diversos mostradores e botões? Eles são como as métricas financeiras da sua empresa.

Com eles à vista, o piloto da aeronave consegue entender o quão perto ele está de chegar no seu destino e como está sendo o voo.

Portanto, defina indicadores de sucesso da sua estratégia para medir se você está perto – ou longe – de alcançar os objetivos traçados no plano inicial.

Listamos alguns dos mais importantes para as empresas abaixo:

  • Receita bruta e receita líquida;
  • Custo fixo e variável;
  • Custo de aquisição por cliente (CAC);
  • Lucratividade;
  • Despesas por centro de custo.

Quer saber como funcionam todas essas métricas? Confira o nosso conteúdo sobre as 7 métricas financeiras indispensáveis para empresas

Não se preocupe se você tiver que arrumar a aeronave em movimento!

Mudanças de plano são muito comuns em todos os tipos de estratégias. Além disso, elas são saudáveis para validar as ações e ter novos insights para os seus próximos passos.

Dica extra: turbinando a sua aeronave com a ExpenseOn

Ferramentas de gestão financeira são essenciais para alinhar os processos e ter ainda mais rentabilidade e organização dentro da sua operação.

Não controlar de maneira efetiva os reembolsos pode gerar prejuízos incontáveis. Por isso, a ExpenseOn é a peça que faltava na sua aeronave.

ebook Politica de Reembolso ExpenseOn

Criar uma boa política de reembolsos é essencial para começar a virar esse jogo.

Esse documento é imprescindível para que todos os colaboradores tenham ciência do processo de reembolso e tudo o que devem fazer para fortalecer o compliance.

A ExpenseOn unifica todos esses processos e integra ao seu ERP para evitar as dores de cabeça e facilitar todo o controle.

Quer ver como isso funciona na prática? Clique aqui e solicite uma demonstração 100% gratuita.