5 perguntas mais comuns sobre gestão financeira empresarial

duvidas e perguntas de gestao financeira

Nunca foi tão importante praticar uma boa gestão financeira empresarial. Os tempos incertos que chegaram junto à pandemia de COVID-19 obrigaram grandes e pequenas empresas a revisarem seu planejamento e se dedicarem ao que agora é chamado de “Novo Normal”.

Diante desse cenário, as perguntas sobre gestão financeira a serem respondidas pelos gestores no atual cenário.

A principal delas provavelmente já foi dita por alguém na sua empresa: como faremos para reduzir custos e manter a operação lucrativa?

Para responder a essa dúvida, no entanto, é preciso compreender diversos fatores.

Saiba que as estratégias terão que ser revistas e diversos pontos vão ser analisados para que o impacto das reduções não abale o negócio em si.

Ao longo deste conteúdo, listamos as 5 dúvidas mais comuns da área financeira de uma empresa e as respostas para ajudar no dia a dia dos profissionais. 

Acompanhe a leitura e aproveite para compartilhar com colegas de trabalho e pessoas que precisam saber disso.

1. O que, em si, é a gestão financeira empresarial?

A começar pelo básico, precisamos compreender o conceito completo da gestão financeira empresarial e como aplicá-la de maneira correta.

A gestão financeira de uma empresa se resume ao conjunto de ações e procedimentos que têm como missão manter a organização dos ativos da empresa.

É necessário conhecer todas as movimentações, o que entra e o que sai do caixa, quando isso acontece, os valores, dívidas, pagamentos. Tudo isso está dentro de uma boa gestão.

Esses procedimentos dependem de profissionais capacitados, processos bem definidos e a tecnologia ideal para auxiliar em todas as etapas.

Quer saber mais? Acesse nosso guia completo de gestão financeira empresarial.

2. Como montar um bom planejamento financeiro para a empresa?

O planejamento do negócio é essencial para que os resultados sejam positivos e a empresa consiga mapear erros e acertos.

Com ele, executivos e gestores entenderão o quanto e onde poderão investir o caixa da empresa.

Mas por onde começar esse documento tão importante?

Abaixo listamos o passo a passo para te ajudar em como montar o planejamento financeiro da sua empresa:

  1. faça o planejamento orçamentário;
  2. defina uma rotina de registros para todos;
  3. estipule objetivos reais e alcançáveis;
  4. elabore um controle de gastos;
  5. projete o fluxo de caixa.

O planejamento é uma ferramenta de administração do dinheiro da organização. Ou seja, adapte-a e use-a de maneira a atender as necessidades individuais do seu negócio.

3. Quais indicadores preciso destacar para acompanhar no financeiro?

Saber o que monitorar é fundamental para entender se o negócio está no caminho certo. Sendo assim, você precisa conhecer as métricas financeiras certas para a sua empresa crescer de maneira saudável e competitiva.

Muito além de margem de lucro e capital de giro, há certos indicadores indispensáveis. Abaixo, listamos 4 deles para que você possa acompanhar:

  1. Fluxo de caixa;
  2. Receita bruta e receita líquida;
  3. Custo fixo e variável;
  4. Custo de aquisição por cliente.

Confira nosso conteúdo completo com as 7 métricas financeiras indispensáveis para empresas e saiba mais a fundo sobre o assunto.

4. Como fazer um bom fluxo de caixa?

Realizar a gestão financeira com as contas a pagar referentes apenas ao mês é um grande tiro no pé. Além da pressão, pode resultar em grandes problemas em caso de inadimplência, custos inesperados ou até mesmo baixas vendas.

Por isso, um bom fluxo de caixa se torna essencial para uma operação eficaz. Realizá-lo, no entanto, não é tão complexo.

O primeiro passo é registrar todas as entradas e saídas para garantir um bom controle financeiro. Contas a pagar e a receber, além de outras movimentações, precisam estar sempre dentro da perspectiva do gestor.

Os dados precisam sempre estar atualizados para demonstrarem a atual situação do negócio. Além disso, só assim será possível fazer um bom planejamento dos próximos passos.

A verificação constante e o monitoramento do fluxo de caixa também são ações que não podem ser deixadas de lado. Não adianta montar essa ferramenta e não utilizá-la no para a tomada de decisão pelos executivos.

5. Como controlar a gestão de reembolso de despesas corporativas?

O gerenciamento de reembolso dos colaboradores precisa ser levado a sério. Além do risco de fraude, a empresa pode desperdiçar recursos sem nem perceber, e a culpa sempre cairá no gestor.

Ou seja, controlar o ressarcimento de despesas é um passo importante para uma boa gestão financeira empresarial.

Crie uma política de reembolso sólida e a dissemine efetivamente entre os funcionários que fazem viagens corporativas ou reuniões externas. Neste documento, será definido o que pode e o que não pode ser ressarcido, além do limite de gastos e outros detalhes.

ebook Politica de Reembolso ExpenseOn

Pergunta extra: qual a melhor maneira de gerenciar os reembolsos?

Esqueça as planilhas infinitas de Excel e as pilhas de recibos. Que tal reunir todas as informações dentro de uma única plataforma, facilitando todos os documentos e cálculos, além de propor ao colaborador um aplicativo mobile que torna simples o registro dos gastos?

Se essa oportunidade te animou, você precisa conhecer a ExpenseOn.

Nossa ferramenta oferece a solução perfeita para empresas que precisam organizar o processo de gestão de reembolsos corporativos.

Você conta com digitalização de despesas, armazenamento em nuvem de todas as informações, integração contábil e ERP, além de solicitações de adiantamento e definição de regras para o funcionário.

Quer conhecer mais? Solicite uma demonstração gratuita e receba o contato de um de nossos consultores para saber como a nossa ferramenta pode ajudar o seu dia a dia.

Agende uma demo expense on