O que é COO? Entenda a posição de Chief Operations Officer na empresa

COO

Em uma organização de grande porte há cargos incumbidos do planejamento estratégico das ações. Os C-level se encontram neste espectro e são de grande importância para o desenvolvimento de um negócio.

O CEO, CFO e COO são líderes de uma empresa, responsáveis por traçar metas ou atingi-las. Nesse contexto, o Chief Operating Officer é o encarregado de executar os planos que foram traçados pelo CEO.

COO: o que é?

A sigla COO é usada para se referir ao cargo de diretor que se concentra nos processos operacionais diários de uma organização.

Ele se reporta diretamente ao CEO e é seu braço direito, então, é altamente qualificado. Além disso, geralmente é o próximo na linha de sucessão.

Este profissional é o encarregado de firmar a produtividade e eficiência das operações, assim como gerir os recursos de forma efetiva. 

Dessa forma, ele trabalha perto do CFO, mas sua direção, planejamento estratégico e análise tem outro foco. Ele se preocupa com despesas operacionais, mas direciona esforços e vence os desafios relacionados à transformação de entradas e saídas.

O que faz um Chief Operations Officer?

O chefe de operações tem como principal atribuição concretizar as estratégias que foram idealizadas anteriormente. Então, é atribuição dele fazer com que determinado produto não pare de ser produzido, por exemplo. Além de identificar gargalos e distribuir recursos de forma inteligente.

Ele tem profundo conhecimento e experiência dos processos da empresa, por isso é peça fundamental na elaboração e concretização dos planos. É o COO que determina medidas plausíveis para concretizá-los.

Como o  Chief Operating Officer, na maioria das vezes, tem muitos anos dentro da instituição, conhece tudo nos mínimos detalhes Isso faz dele a pessoa ideal para pôr a mão na massa.

Ele é o incumbido de fazer o controle de qualidade e cabe a este diretor, entre outras, as seguintes atribuições:

  • Avaliar a eficiência dos processos operacionais, auxiliar na sua melhora e fazer os ajustes necessários;
  • executar os planos estratégicos de crescimento;
  • liderar equipes de diferentes áreas e motivá-las a atingir metas;
  • assistir e orientar o CEO quanto preciso;
  • realizar o controle de qualidade.

Como o CEO, COO e CFO se relacionam?

No mundo corporativo as diferentes posições de uma empresa conversam e dependem uma da outra. O diretor financeiro, incumbido de traçar estratégias financeiras, é imprescindível para o trabalho dos outros dirigentes.

Enquanto o diretor de operações, braço direito do CEO, foca seus esforços para atingir os objetivos, este último estuda o mercado e traça objetivos.

Entretanto, nenhum deles consegue realizar seu trabalho caso o orçamento não esteja bem planejado. Confira as atribuições de cada um.

Relação entre CFO e COO

O diretor financeiro é quem assume a responsabilidade de traçar as estratégias financeiras. Ele conta com diversos colaboradores para ter domínio da gestão financeira da forma mais eficiente possível.

Então, tem como dever o planejamento e melhora de processos financeiros, análise de métricas, verificação do fluxo de caixa. O Chief Financial Officer está presente em tudo que envolve finanças.

O CFO e CEO têm uma relação próxima, já que as estratégias traçadas pelo diretor executivo e suas tomadas de decisões são influenciadas pelo orçamento.

Infográfico - 7 passos simples para melhorar os processos financeiros da empresa.

Relação entre CEO e COO

O Chief Executive Officer é o diretor executivo de uma empresa, o cargo mais alto na hierarquia organizacional. Ele é o maior responsável pela gestão e condução de uma instituição.

O CEO tem a última palavra e toma as decisões mais importantes, sendo o pilar de uma organização ao fazer contato com o mercado. Ele se preocupa com estratégias de longo prazo, visa o crescimento e sempre olha para o futuro.

O COO é seu braço direito pois tem vasto conhecimento e experiência prática dos processos internos. Dessa forma, ele dá insights inestimáveis para o CEO sobre os caminhos a serem percorridos para atingir seus objetivos. Além disso, aconselha sobre a viabilidade de planos e o que deve ser evitado.

Gerando insights valiosos

Tanto para o CFO quanto para o COO, enxergar oportunidades de melhoria depende de dados precisos. No setor financeiro perde-se muito tempo fazendo planilhas e outros documentos que organizam essas informações.

O diretor de operações que tem dados financeiros confiáveis ao alcance da mão, pode, junto do CFO, apresentar importantes planos de desenvolvimento para o CEO.

Pensando em facilitar a gestão financeira é que a ExpenseOn desenvolveu sua solução em software. Com nossos recursos, seus gestores economizam tempo com processos burocráticos e obsoletos.

Isso permite que eles se concentrem em atividades que trazem retorno financeiro e agregam valor à organização.

Com o Analytics & Relatórios, por exemplo, é possível ver todos os dados relevantes à gestão em uma única plataforma. Além de criar personalizações, exportar dados e montar gráficos automáticos.

A ExpenseOn otimiza a gestão de finanças, garante praticidade no dia a dia e fornece uma visão apurada de negócios. Você está pronto para abraçar a mudança?

ExpenseOn Help Chat
Enviar via WhatsApp