O que é margem de contribuição? Entenda como calcular na sua empresa

gestores financeiros calculando margem de contribuição da empresa

A margem de contribuição é um dos principais KPIs financeiros, sendo uma métrica com a capacidade de mostrar, com exatidão, se a receita obtida é o bastante para quitar os custos e despesas fixas e ainda gerar lucro.

Dessa forma, é muito importante fazer o cálculo da margem de contribuição com regularidade. É uma boa prática, além de ser fundamental para verificar a saúde do empreendimento.

Este indicador também é imprescindível para formular o preço de venda e analisar como está a condição financeira da organização e, como você verá mais para frente, a fórmula para calcular a margem de contribuição é bem simples.

Continue lendo este artigo para entender o que é, qual a importância, a diferença entre a margem de contribuição unitária e total e como calcular esta importante métrica. Confira!

O que é margem de contribuição e para quê serve?

Para descomplicar, pode-se dizer que a margem de contribuição é o dinheiro que sobra depois de discriminar todos os gastos, custos e despesas variáveis.

Ela aponta a diferença existente entre as vendas e os custos e despesas que envolvem a produção de um produto ou prestação de serviço. Essa métrica indica o quanto o lucro de cada venda colabora para a organização cobrir os gastos.

Calcular a margem é de grande importância para visualizar o quanto destes recursos produzidos são necessários para suprir todas as contas e ainda ter valores saudáveis no caixa. Logo, é essencial para se ter um fluxo de caixa positivo na empresa.

Dessa maneira, ela é usada por investidores e gestores para analisar se as movimentações do negócio têm a capacidade de se sustentar e pagar tudo o que envolve a operação da companhia.

Vale lembrar, também, que ter esse KPI mapeado no Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) é essencial. Só assim será possível ter, de forma clara, todas as movimentações da empresa em um único documento.

Você poderá enxergar, de forma percentual, o quanto e quando impacta no resultado geral, o que também possibilita à empresa identificar como mantê-la saudável financeiramente por meio da relação entre despesas e receitas.

Outros tipos de margens de contribuição

Além da margem de contribuição unitária e total, existem também outros dois tipos que valem ser registrados aqui.

  • Margem de contribuição por canal: consiste em considerar os diferentes canais e como cada um tem diferentes margens de contribuição.
  • Margem de contribuição por vendedor: consiste em analisar a margem de cada venda por profissional responsável.

A importância da margem de contribuição para uma empresa

Fazer o cálculo desse indicador é muito importante, principalmente, porque ele permite visualizar como usar o dinheiro da melhor forma. Além disso, possibilita ver quais são os produtos e serviços que geram os maiores retornos financeiros.

O gestor consegue construir relatórios com mais precisão, o que facilita a tomada de decisão e permite pensar no futuro com mais clareza.

Como calcular a margem de contribuição?

O cálculo da margem de contribuição é bem simples. Para calculá-la, basta aplicar a seguinte fórmula:

  • margem de contribuição = valor de vendas – ( custos variáveis + despesas variáveis)

Vale ressaltar que esta conta nos faz chegar na margem total. Logo, há outro tipo de margem de contribuição, que é a margem de contribuição unitária.

A margem unitária representa o quanto cada produto ou serviço contribui, individualmente, para pagar todos os gastos da organização. Para calculá-la, usa-se a fórmula:

  • margem de contribuição unitária = preço de venda – ( custo variável unitário + despesa variável unitária)

Qual a diferença entre a margem de contribuição e lucro?

Ambos estão conectados, mas não são a mesma coisa. Enquanto a margem de contribuição mostra quanto é preciso faturar para pagar todos os custos e despesas fixas, o lucro aponta quanto dinheiro sobra após cobrir todos esses gastos.

A importância de uma boa gestão financeira

Uma boa gestão financeira é imprescindível quando se trata de calcular tudo que envolve a organização das finanças do negócio.

E, como você bem sabe, fazer uso de planilhas manuais pode gerar muita perda de tempo, além de ter grande possibilidade de acontecer falhas humanas neste processo.

Com a ExpenseOn você simplifica e otimiza o tempo da gestão financeira e de despesas na sua organização.

Com nossos recursos de integração contábil e ERP você automatiza o lançamento de todas as despesas no seu sistema, o que ajuda, e muito, na hora de verificar quais são as despesas que você tem quando for calcular a margem de contribuição.

E com o analytics e relatórios você visualiza todos os dados referentes à gestão de despesas de forma unificada.

Mas nós também oferecemos diversos materiais grátis para a produção de planilhas e construção de relatórios, caso queira fazer tudo de forma manual.

Quer saber como a ExpenseOn pode ajudar a revolucionar a gestão de despesas na sua empresa? Solicite uma demonstração gratuita agora mesmo.

O título em destaque é "Otimize a sua gestão de reembolso". Abaixo, lê-se "Escaneie notas fiscais, solicite adiantamentos, acompanhe aprovações em tempo real e muito mais" com o botão "Agendar demonstração".
ExpenseOn Help Chat
Enviar via WhatsApp